Pular para o conteúdo principal

Pés descalços


Desnudo
Ao relento
Frio
Cubro não esquento
Sozinho

Pés descalços
Vivo
Perdido sem par
Lençol
Vestes não adiantam
Mais

Vazio
É grande espaço
Quem cobre
Alma
Senti falta
Não a nada
Busco rumo
Lugar
Um porto seguro
Ancorar

Escrito por Cícero Ribas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Apenas um dia

 Apenas um dia!

Que nos não nos falamos.
Que cruzamos olhares 
Sem dar bom dia,
E
Não esqueci a sua voz
Tagarela, alegreia em cada sílaba,

A cor do teu manto adivinho, amor que demostra em seus cabelos,

Lábios tão finos, cor de boneca bochechas rosadas
Cílios tão grandes que hipnotizao me perdendo no enxame em sua colmeia, 
doce mel
Imagino lábios tocar,  ter seu sorriso.
Vai saber se hoje pode ser ou amanhã,

 Apenas um dia!



Escrito por Cícero Ribas

Juntos

Pode ser Não é um sonho Pode apostar Não é um jogo Pode arriscar Não esta sozinha Pode ter medo Não a, quem não tenha Pode ter certeza Não te largarei Pode confiar Não serei, mais um 
Escrito porCícero Ribas..

Mentir

Ato
Ligeiro imediato
Diferentes fatos

Expert
Um talento herdado
Ou praticado

Raciocino
Criativo segue seu instinto
Benéfico
Depende do momento

Negativo
Quando apelativo
Positivo
Quando é preciso
Difícil
Conviver, mas às vezes é preciso.

Escrito por Cícero Ribas.