Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2011

Por que eu tremo

Por que eu tremo Cubro-me com que tenho Por que eu tremo Cachaça não é água, mas é fogo ardente Por que eu tremo Enrosco-me em notícias quentes, timbradas no jornal Por que eu tremo Frio marca o tempo, o vento é mais gelado Por que eu tremo Sem banho não a resfriado, mas fico gripado Por que eu tremo Não estou dentro, vivo fora  Por que eu tremo Sem dinheiro, fome e aconchego Por que eu tremo O inverno é inferno, rezo pelo verão Por que eu tremo Tento e lembro que a noite será novamente ao relento.
Escrito porCícero Ribas