Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2012

Natal ( lembro que ja fui criança)

Aflora
Clima harmônizou
Danço feliz
O dia, já raiou
Tudo é diferente
Que rápido
Este dia chegou

Sonhos
Reviver a criança
Que um dia foi,

Passar, deixar viva
Novamente
Esta magia
Ingenuidade que coisa linda
Acreditar,

Olhar as horas, contar dias
Esperando chegar,

Dormir
Louco para acordar,

Ver que presente
papai Noel deixou.


Escrito por Cícero Ribas

Tua Boca

Vejo de longe
São
Minhas Pétalas
Cor
De batom
Cheiro
Suave desejo
Bom

Lábios Rosados
Incrivel
Forma carnuda
Brilho
Viajo nas curvas

Detalhes
Guardados, gravados
Retrato
Enfatiso, Fantasio
Um tok suave
Na boca

Enfeitiçado

Escrito porCícero Ribas.

Lendo

Meus olhos percorrem
Linhas, palavras
Atentamente absorvo-as
Transporta mo, viajo a lugares incríveis

Tudo é permitido
Quando estou comprometido
Nada é impossível
Quando estou compenetrado
Minha mente
Da asas, imagina,

Fantasia e realidade
Caminhão lado a lado
Difundem-se, num sonho acordado
De mundos distintos.

Escrito por Cícero Ribas.

Romance moderno.

Mudanças são reais
Quem disse que não é capaz

Seguir, viver a vida

É um script
Um romance para se apaixonar

Direções, escolhas
Estilos de vida
Diferentes podem se modificar

Tragédias, alegrias
Vidas opostas, distintas
Adaptam-se sem se misturar

É incrível

Ser autor sem escrever
Ter uma historia sem documentar
Viver lembranças só de memórias.
Contar histórias de uma vida.

Escrito por Cícero Ribas.


Amor

Pede socorro,
Mas ninguém o salva
Mesmo inconsciente
Luta

Pois ainda pulsa
Transita, Percorrem
Veias de sentimento

Luz,
Vida, vive, viver, vera
Renascer
Nasce, sente, nascente, esplendor
Morrer
Nunca, Jamais, entrega, desista de mim
Sente
Está, é, essência da toda a vida.

Escrita porCícero Ribas.

Chimarrão

Esquento o corpo
Numa sucção
Alegro toda nação
Na amizade sou passado de mão em mão
Respeitam-me por que tenho tradição

A cuia todos podem tocar
Na bomba, em mim por que não
Não sou mulher, muito menos sabão.
Sou objeto, forte, mas me desmancho.
Não na pegada,
Sim depois de muita água.

Sou curtido faça chuva ou sol
Também no inverno e verão
Enfrento tempo numa boa
Pois quem bebe nunca reclama
Pois quem me toma sabe o que é apreciar

Escrito porCícero ribas


Folha de Papel

Sem
Cheiro nem cor
É pintada, timbrada,
Escrita, digitada
Não fala

Fácil adequar-se
Ambientada
Não é bicho
Muito menos camaleão
É objeto

Leve
Não é pluma
Mas voa ao vento
Molha ao relento

Seca
Ao sol
Queima com calor,
Se fogo for

Umedece
Fechada em superfície
Não arejada
Cola, transpira
Não é gente
Mas molha

Mesmo assim é usada

Escrito por Cícero Ribas.

Talvez um dia eu volte

Transparece 
É um oceano, Céu, água.
Pureza que possa avistar

Verdade
Lua cheia, o sol, nascente.
Faz-me lembrar

São castanhos
Cabelos, seus olhos o tom da tua boca.
Decór está na minha retina.

Respiro
Fleches, sussurros, sorriso, tristeza.
Mal posso agüentar

Vivemos lembranças
Estou longe, faz falta, saudades.

Faz parte de quem
Ama, amou ou voltara a merecer,

Um dia te amar.

Escrito porCícero Ribas.

Desejos

Flutuam, ouso,
Uivos, sussurros,
Ao vento,
Procuram meus ouvidos
Minha alma tocar


Sou intuitiva
Sigo meu instinto
Preciso
Nem sei o que é isto

Toma conta
Afronta, persegue-me
Quero que me leve
A resposta


Qualquer lugar
Onde possa acalmar
Está
Ânsia, angustia
Sonhos ou pesadelos
Deixam-me em prantos aos nervos.


São meus Desejos.

Escrito porCícero Ribas.

Quando??

Quando está brava Bochechas lindas e rosadas Uma fada delicada,
Quando sorri é uma criança Um bebe linda gargalhada,
Quando me olha Perco-me na selva dos seus olhos Que ao sol brilha, pintinhas esverdeadas,
Quando vejo seus cabelos embaraçados, despenteados Fico muito atrapalhado,
Quando não sabe, mostra um lado incrível Talvez poucas vezes sentido Ingenuidade, raridade,
Quando aparece estamos a SOS Não tenho ação,
Quando perceber, ira enxergar-me Que talvez eu seja sua cara metade.


Escrito por:Cícero Ribas.

Dreams

Now I understand No matter size of dreams But yes realiza it
My eyes are open I feel in sky walk of its side
I living a dreams But will be all dreams are real dreams are reachable Or our life is beatiful Or when we together nothing is real
Is accurate to live  to know.
Escrito por Cícero Ribas.

A esperança esta junto a mim

Se pudesse, roubar sua dor, Absorveria, traria para mim Transformaria em alegria
A esperança esta junto a mim
É incrível escutar sua voz Só que seu silencio tortura, Deixa-me incapaz Não consigo deixar de te amar
A esperança esta junto a mim
A tristeza está em seus olhos Por mais que finja sorrir Seu que está com medo Eu também.
Ser forte faz parte de nós levantar e não fraquejar mesmo que perca algumas batalhas
A esperança esta junto a mim.
Mas juntos vamos enfrentar. Nossos sonhos um recomeçar Brindar viver a vida
A esperança esta junto a NÓS.
Escrito porCícero Ribas

Um novo recomeço

Pétalas caem, tristeza com tempo vão lhe deixar Deve recomeçar, 
Torço, Assistirei-te de longe viver, novamente o desabrochar.
Desperdicei o jardim que não reguei, tenho consciência que falhei  Hoje sofro, pois não tenho lar Nem flores que eu possa cuidar
Quero viver Reaprender a plantar a mesma semente Que um dia você fez crescer No meu coração.
Amor.
Escrito porCícero Ribas.

Chuva

Cai Em meu corpo, molhado ensopado Estou Vestes grudaram, colada sem ar Respiro De braços abertos recebendo você Feliz  Agraciado purificado Repleto de energias Não a amargura que resista, beleza vinda dos céus Vontade De voltar a ser criança pra entrar na dança Sem se preocupar Com que dizem, falam ou vão falar Pois louco, abobado é não curtir.


Escrito porCícero Ribas.